Todos nós, gostemos mais ou menos de história, património, arte e cultura, acabamos sempre por, em algum momento das nossas vidas, visitar museus, monumentos e espaços que são um bem da comunidade e, como tal, precisam ser respeitados e preservados.

Garantir a salvaguarda e a consideração pelos espaços está ao alcance de qualquer um. É, aliás, uma obrigação de cada um de nós!

Usar, abusar e achar que, a qualquer momento, se poderá restaurar, remendar ou remediar as más práticas do passado é uma ideia inconsciente e ultrapassada.  

Assim sendo, compilei um conjunto de boas práticas a aplicar quando se visitam estes locais, a saber:

1.      Confirmar se pode fotografar/ filmar

Alguns destes locais proíbem as fotos e/ ou as filmagens, pelo que devemos sempre confirmar se é possível ou não fazê-lo; normalmente existe sinalética informativa, mas, caso não haja, pergunte a um técnico ou funcionário do local; se for proibido, por favor, respeite a regra.

10_regras_visitar_museus_confirmar_fotografar

2.      Jamais deitar lixo para o chão

Pode parecer demasiado básico, mas a verdade é que há muitas pessoas que não têm o mínimo de civismo e deitam lixo para o chão, quer em espaços abertos, quer em espaços fechados; sempre que tiver material para deitar fora use o caixote do lixo mais próximo e, caso não aviste nenhum, coloque num saco (caso o tenha consigo), na mala ou, simplesmente, procure o recipiente, pois não poderá estar muito longe; se necessário questione um técnico ou funcionário, pois está lá para ajudá-lo.

10_regras_visitar_museus_confirmar_fotografar

3.      Não tocar

Tocar nem que seja numa parede leva ao desgaste! Lembre-se que um determinado espaço pode ter centenas e centenas de visitantes por dia, por isso, se todos os dias todos os visitantes tocarem numa parede ou num objeto, as próximas gerações não terão o que visitar; a sério, não toque em nada (a não ser que estejamos a falar de uma experiência interativa, claro)!

Tocar nem que seja numa parede leva ao desgaste! Lembre-se que um determinado espaço pode ter centenas e centenas de visitantes por dia, por isso, se todos os dias todos os visitantes tocarem numa parede ou num objeto, as próximas gerações não terão o que visitar; a sério, não toque em nada (a não ser que estejamos a falar de uma experiência interativa, claro)!

10_regras_visitar_museus_nao_tocar

4.      Nunca trazer

Por mais bonita que seja uma peça, uma planta ou outro objeto, tudo deve permanecer no seu lugar, de modo a que os próximos visitantes também o possam ver tal e qual como é, pois o património é de todos e deve ser usufruído com responsabilidade; a maior parte destes espaços possui lojas de recordações onde poderá adquirir diversos produtos ou réplicas.

10_regras_visitar_museus_nao_trazer

5.      Preservar

Jamais se deve riscar, pontapear, destruir, ou usar qualquer tipo de ato de vandalismo: um monumento conta uma história, a história dos nossos antepassados que muito passaram para os construir; trata-se de uma herança deixada que temos o dever de fazer permanecer nas melhores condições.

10_regras_visitar_museus_preservar

6.      Respeitar

Quando visitamos um monumento ou museu devemos evitar a poluição sonora; isto não quer dizer que temos que o visitar em silêncio absoluto, no entanto trata-se de um espaço que está a ser frequentado por mais pessoas e portanto devemos respeitar tudo e todos, fazendo o menos barulho possível; os telemóveis devem permanecer no modo “silencioso”.

10_regras_visitar_museus_respeitar

7.      Cumprir

Cada monumento, museu ou espaço cultural tem o seu horário específico de abertura e fecho, pelo que, antes da visita, deverá informar-se acerca desta questão e respeitar o estipulado; desta forma poderá desfrutar da experiência com calma e descontração, respeitando, também, o local e os funcionários do mesmo.

10_regras_visitar_museus_cumprir

8.      Divulgar

As práticas de ecoturismo indicam que deve haver uma relação contínua entre as pessoas que visitaram o local e os residentes; no que diz respeito aos espaços de cultura, estes devem ser divulgados, pois o aumento do turismo (responsável) ajuda a melhorar a economia local e a preservar o património; na área do turismo o “passa palavra” é a melhor técnica de marketing que se pode utilizar.

10_regras_visitar_museus_divulgar

9.      Sugerir

Enquanto visitantes devemos ter capacidade crítica e, caso identifiquemos algo que está menos bem, ou tenhamos alguma sugestão, devemos questionar os técnicos do espaço onde a poderemos deixar – a sugestão permite melhorar, desde que seja feita de forma construtiva, sugestiva e argumentativa.

10_regras_visitar_museus_sugerir

10.  Praticar a gentileza

Quando visitamos um espaço cultural devemos ser gentis com os outros visitantes, pois além de ser simpático, demonstra uma atitude de empatia e acolhimento, permitindo criar uma imagem agradável do local e a vontade de regressar.

10_regras_visitar_museus_generosidade

Espero que estas dicas sejam interessantes, úteis e de fácil aplicação. Parece-me que sim.

E você, o que acha?

Identifica-se com estas práticas?

Algo de novo?

Costuma aplicar?

Conte-me tudo, quero saber!

—– Artigo originalmente publicado no Linkedin. —–

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!