NÃO TEÇA JUÍZOS DE VALOR

Quando dava formação em call center, um dos temas que mais gostava de falar era dos pagamentos, planos de pagamento e derivados, pela polémica que gerava. 😁

Mal eu começava a abordar o tema e já diversas vozes se levantavam para apontar o dedo:

– Ele que pagasse a fatura!

– Não fosse caloteiro!

– Não fosse desleixado!

E tantos mais… Então, contava uma série de histórias que tinha ouvido, exemplos de pessoas reais que, por vezes, estavam desempregadas, tinham sido assoladas por doenças, ou eram simplesmente humanos e tinham-se esquecido do pagamento…não sou ingénua, também há pessoas, de facto, irresponsáveis, mas a verdade é que o papel do profissional de atendimento não é analisar os motivos, mas sim encontrar as melhores soluções para o seu cliente!

Lembre-se: Independentemente de quem o seu cliente é, o que faz, quanto dinheiro tem na conta, ou os motivos que o levam a ter determinada ação, ele merece ser atendido com respeito, atenção e imparcialidade. Não lhe cabe a si, enquanto profissional do atendimento, julgar ou condenar o seu cliente. Deixe cair o julgamento, aplique os procedimentos internos, use o bom senso e seja objetivo!

Até à próxima dica! 😜

—– Post originalmente publicado no Linkedin. —–

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!