NÃO ABUSE DA DESCONTRAÇÃO

Recentemente estava eu a fazer umas compras num supermercado quando oiço:

– “É aquele amor, olha ali! Olha, olha para onde estou a apontar amor, aquele, aquele! Olha amor! Amor, olha para mim!”

Dada a insistência, fui obrigada a tomar atenção e quem é que estava com este discurso? O senhor do talho, que falava da parte de fora do balcão para uma senhora, sua colega, que estava na parte de dentro do balcão.

A sério? Não podia acreditar! 😱

Lembre-se: apesar de, em certos locais de atendimento o ambiente poder ser mais descontraído e o cliente até se poder identificar mais com essas formas de estar, é importante saber estabelecer limites. O tipo de tratamento evidenciado nesta história não tem nada de mal, mas é demasiado íntimo para um contexto profissional, rodeado de todo o tipo de clientes. Resguarde-se e mantenha a sua imagem profissional e equilibrada, vai conseguir ganhar o respeito e a admiração do seu cliente.

Até à próxima dica!😜

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!