ATENTE NO SEU CLIENTE

Normalmente sou uma consumidora muito objetiva: entro na loja já a saber o que quero, pego, pago e saio, mas, numa ocasião, precisava de ajuda para encontrar um artigo.

Dei umas voltas na loja para tentar encontrar algum funcionário e todos estavam ocupados, mas nem todos eles com clientes. Então dirigi-me a uma senhora e disse:

– Desculpe, bom dia, será que me pode ajudar?

– Agora não posso, tem de esperar um momento!

Esta resposta até é aceitável se usarmos um pouco de empatia (era época de Natal, as pessoas estão assoberbada e cansadas), mas a forma como foi dada não! 👎 Brusca, seca e sem sequer olhar para mim. Dei dois passos atrás, meti a viola no saco e esperei, a um canto, como se tivesse incomodado alguém.

Lembre-se: o seu cliente é (depois do seu cliente interno), o seu maior ativo e deve sair da experiência de compra satisfeito e não com sentimentos de culpa. Por mais difícil que esteja a ser o seu dia, olhe-o nos olhos, dê-lhe atenção e transmita a sua mensagem tão suavemente como conseguir. Mesmo que seja para lhe dizer que terá de esperar, ou que é impossível ir de encontro ao seu desejo, a forma COMO o diz é determinante para o sucesso da aceitação da mensagem!

Até à próxima dica! 😜

—– Post originalmente publicado no Linkedin. —–

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!