Este título parece-lhe demasiado?

Venha comigo descobrir porque não se trata de um exagero! 

Os profissionais de turismo trabalham quando todos os outros descansam, se divertem, partilham momentos de felicidade com os seus amigos e familiares.

agosto

Refiro-me ao “nosso querido mês de Agosto”, aos tão desejados fins-de-semana, às pontes, às épocas festivas como a Páscoa ou aquela que se nos apresenta agora: o Natal e a Passagem de Ano.

Os profissionais de turismo trabalham para que outros possam desfrutar de momentos de lazer, construir memórias e serem felizes.

Os profissionais de turismo trabalham por turnos e, por norma, muitas e muitas horas seguidas. Já vi pessoas trabalharem 26, 48 ou mesmo 72 horas seguidas, aliás, já o fiz também.

Nesta fase o leitor faz uma busca mental e constata, com toda a razão, que existem muitos outros profissionais que trabalham desta forma, como por exemplo os profissionais de saúde.

Não é minha intenção fazer aqui comparações, mas sim dignificar os profissionais de uma área de que muito se fala, mas pouco se valoriza. Respeito e admiro verdadeiramente os profissionais de turismo!

Os profissionais de turismo são seres humanos movidos a paixão. Paixão por bem receber, bem acolher, bem tratar. Paixão pelo seu país e pela sua cultura. Paixão pelas pessoas. Paixão pela área onde escolheram atuar.

paixão

Muitas vezes desconsiderados por uma sociedade que pouco valoriza a qualidade do que é seu, os profissionais de turismo trabalham sem olhar a estatutos ou protagonismos. Levam as suas regiões e o seu país ao mundo e representam o que de melhor existe para oferecer.

Sempre com um sorriso no rosto e uma palavra de apreço, são, muitas vezes, incompreendidos, ofendidos e enxovalhados por pessoas que acham que, por se trabalhar atrás de um balcão ou a servir o outro, podem e devem ouvir de tudo. Triste pensamento que perdura através do tempo apesar da evolução… que evolução?

Da próxima vez que for a uma agência de viagens pedir um orçamento, fazer o check-innum hotel, despachar a bagagem num aeroporto, desfrutar de uma bela refeição num restaurante, aprender a fazer canoagem, visitar um museu e tantas outras atividades que constituem o ramo do turismo, lembre-se de ser gentil porque à sua frente não se encontra um profissional qualquer.

À sua frente encontra-se um profissional com super poderes, encontra-se um concretizador de sonhos!

concretizador de sonhos

Já tinha pensado nesta perspetiva?

Partilhe a sua opinião, vou gostar de saber!

—– Artigo originalmente publicado no Linkedin. —–

Partilhar é cuidar!

shares
Don`t copy text!