O Fado nasceu na Lisboa oitocentista?

Na sua origem, o Fado era cantado dentro ou fora de portas, nas ruas, nas tabernas e nos cafés. Apelava a temas de emergência urbana e estava associado a ambientes frequentados por prostitutas, faias, marujos, boleeiros e marialvas.

Um dos maiores mitos associados ao Fado conta a história do envolvimento amoroso do Conde de Vimioso com Maria Severa Onofriana, uma meretriz muito conhecida pelos seus dons de fadista.

Nos anos 50 do século XX o Fado começa a percorrer o mundo na voz de Amália Rodrigues, mas é já no final do século que ganha o seu grande destaque com diversos cantores como Ana Moura, António Zambujo ou Mariza.

Hoje o Fado é, sem dúvida, um dos símbolos mais fortes da marca Portugal.

Para saber mais sobre o Fado poderá visitar o Museu do Fado, em Lisboa, no Largo do Chafariz de Dentro, n.º1 ou navegar no site www.museudofado.pt

—– Post originalmente publicado no Linkedin. —–

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!