A “Maçã Bravo de Esmolfe” é originária da Beira Alta?

A aldeia de Esmolfe dá o nome a este produto autóctone. Localiza-se no concelho de Penalva do Castelo, no entanto, a maçã é um produto DOP, ou seja, de Denominação de Origem Protegida, sendo a área geográfica de produção de cerca de 7900Km2.

Calcula-se que tenha surgido há cerca de 300 anos nesta região.

Precisa do frio para frutificar e caracteriza-se por ser sumarenta, pela polpa branca, macia e doce e pelo seu aroma intenso. Outra curiosidade interessante é que esta maçã é pura de conservação, ou seja, não oxida quando entra em contacto com o ar. É devido a estas características únicas e especiais que tem vindo a conquistar cada vez mais adeptos, apesar de ser um pouco mais cara do que outras variedades (em média 2€/Kg).  

Este produto já teve os seus dias negros, em que praticamente não era plantado, no entanto, hoje em dia, tem uma nova vida e contribui largamente para a geração de receitas da agricultura portuguesa.

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!