O Burel está na moda?

Trata-se de um tecido parecido com o feltro, de origem 100% lã, muito resistente e de grande durabilidade, concebido, maioritariamente, na zona da Serra da Estrela.

Foi introduzido em Portugal muito antes, mas na Idade Média a sua produção, ainda tradicional, aumentou bastante. Tinha um custo muito baixo e servia de mantos, capas e casacos os agricultores, os pastores e os marinheiros. A nobreza e a monarquia usavam-no apenas em situações de luto e dor.

Com o passar do tempo, este tecido foi caindo em desuso e, com a falência das fábricas de lanifícios, foi praticamente extinto, no entanto, em 2010, Isabel Costa e João Tomás, dois montanhistas portugueses, decidiram pegar numa das fábricas e revitalizar esta tradição secular.

Criaram a Burel Factory e hoje as peças de Burel são, não só muito procuradas, como bastante mais caras. Um volte-face bem merecido para esta preciosidade do artesanato português!

Fonte da imagem: https://bit.ly/2GlZYOI

Partilhar é cuidar!

shares
Don`t copy text!