A ovelha bordaleira é uma raça autóctone da zona da Serra da Estrela?

Trata-se de uma ovelha portentosa, podendo, os machos, atingir os 100kg. As fêmeas ficam-se pela metade do peso.

Partilha com o homem o seu leite e a sua carne, já que é a raça nacional de ovinos que mais leite produz e é muito fértil, pois está disponível para acasalar durante todo o ano.

Tanto os machos como as fêmeas recebem estes cornos volumosos, normalmente enrolados em forma de espiral, o que lhes dá um ar assustador, mas, na verdade, são animais muito dóceis e amplamente domesticados.

As suas cores variam entre o banco, o preto e o castanho.

A sua origem é muito antiga, mas os estudiosos não conseguem chegar a um consenso. Verdade é que, em Portugal, instalaram-se na zona centro e muito têm contribuído para a sobrevivência da população e para desenhar uma série de práticas que se têm vindo a melhorar, tal como a produção do queijo da Serra da Estrela.

 

Fonte da imagem: www.villasilene.pt

Partilhar é cuidar!

shares
Don`t copy text!