O lince ibérico é a espécie felina mais ameaçada no mundo inteiro?

Esteve sempre presente na Europa central e acomodou-se na Península Ibérica há uns séculos atrás.

A sua principal causa de morte não natural é o atropelamento. Além disso, tem pouca alimentação, que se baseia em coelhos, que têm vindo a desaparecer devido à intervenção do homem na natureza e algumas doenças. A perda de matagal é, também, especialmente grave para este animal. Em suma, o homem tem levado ao seu desaparecimento. Como tentativa de reverter a situação, têm sido desenvolvidos programas de reprodução em cativeiro e reintrodução destes animais em Espanha. Em Portugal, desapareceram por completo e começaram a ser reintroduzidos em 2014, mas são poucos os exemplares existentes.

Têm uma estatura baixa, cauda curta, pernas longas, orelhas peludas e uma barbicha muito característica. O seu pelo tem uma cor castanho amarelada com manchas castanho escuras ou pretas. Têm um comprimento médio de 1,5m, pesam cerca de 25Kg e os machos são sempre maiores que as fêmeas. Em estado natural vivem cerca de 13 anos no máximo.

Se tiver interesse em apoiar a causa do lince ibérico, espreite aqui mais informação e contribua como puder.

Partilhar é cuidar!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
shares
Não copie o texto!