A esfera armilar tem origens asiáticas?

Foi desenvolvida por volta do século I a.C e aprimorada ao longo dos tempos. Trata-se de um objeto de astronomia, que tem como finalidade mostrar o caminho do sol, ou seja, é uma espécie de bússola que indica o caminho. O seu nome vem das diversas armilas, anéis ou argolas que a constituem e são articuladas entre si. Além disso, a esfera armilar representa o cosmos em miniatura.

Foram os Cavaleiros Templários que deram a conhecer este objeto a Portugal, mas foi D. Manuel I que o transformou num dos mais emblemáticos símbolos portugueses, quando decidiu incorporar a imagem da esfera na sua bandeira pessoal, no século XV. Na época, tratava-se de um objeto altamente tecnológico de navegação marítima, que ajudou os destemidos lusos a aventurarem-se por mares nunca antes navegados e a tornarem-se donos de metade do mundo.

A esfera armilar é elemento obrigatório em praticamente todas as obras arquitetónicas do estilo manuelino, também conhecido como gótico português tardio.  Podemos encontrá-la um pouco por todo o país, destacando-se as principais obras da época, como a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos ou o Convento de Cristo em Tomar.

Partilhar é cuidar!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
shares
Não copie o texto!