O Azevinho pode viver mais de 100 anos?

Esta é uma planta muito bonita, comummente utilizada na época natalícia para enfeites e decoração, não só devido às suas preciosas cores e feitio peculiar, mas também a tradições religiosas milenares.  

É considerado um arbusto, que cresce um pouco por todo o mundo, pelo menos, até aos 1500m de altitude. Tem facilidade de propagação, mas a sua colheita em massa, em especial na época do Natal, tem vindo a tornar-se um perigo à sua existência em alguns locais. Curiosamente, Portugal é um deles, pelo que a sua apanha é expressamente proibida.

O tronco é reto, com porte piramidal e grande número de ramos. É liso, de cor esverdeada quando jovem, tornando-se acinzentado com o passar do tempo. A folha é persistente, ou seja, mantém-se no arbusto durante todo o ano, sempre verde, mesmo na época de seca. É ovalada, possui margens dentadas e destaca-se pela sua tonalidade verde brilhante. Apesar de existirem exemplares femininos e masculinos do Azevinho, as flores são unissexuais, de cor branca e tamanho muito pequeno. Os seus frutos de cor vermelha brilhante, são carnosos, muito decorativos, amadurecem no inverno e mantêm-se na árvore durante, normalmente, todo o inverno. De destacar que estas bagas não são comestíveis e podem mesmo ser tóxicas, pelo que a sua ingestão não é aconselhável. Alguns animais acabam por morrer quando o fazem em ambiente selvagem. Os animais de estimação devem ser alvo de especial atenção em contexto doméstico, a fim de evitar acidentes.

O Azevinho também pode ser usado como planta medicinal e na marcenaria, já que a sua madeira é dura, resistente e compacta, o ideal para certos trabalhos.

Partilhar é cuidar!

shares
Don`t copy text!