Hoje em dia, a maioria das pessoas não consegue ter um segundo do seu dia só para si. Já começa numa correria, com higiene, pequeno-almoço, transito para o trabalho, paragem para deixar os miúdos na escola, reunião após reunião, metas atrás de metas, transito novamente no regresso, banhos, jantar, namorar um pouco e cair na cama para, depois, recomeçar tudo outra vez. Ah, mas vem aí o fim de semana! Piscina, escuteiros, missa, karaté, lide da casa, compras de supermercado, aniversário da prima, visita aos avós, aula de espanhol, apoio aos trabalhos de casa e ao estudo, vacina do Bóbi, por a conversa em dia com a amiga, dar um corte no cabelo e ainda preparar a semana seguinte…ufa!

Diga-me, no meio disto tudo onde encontra um espaço só para si, em que passe tempo consigo próprio, sozinho, a refletir, a pensar, a contemplar, a acalmar a sua mente, a criar um equilíbrio para a sua sanidade mental?

Não tem? Não pode ou não quer? Querer é poder! É imperativo que marque na sua agenda momentos, por mais pontuais que sejam, para estar sozinho e permitir-se renovar-se. A forma como vai lidar com toda esta situação quando o mundo está um caos lá fora (da sua mente) vai revelar-lhe muito sobre si.

Comece pequeno, nem que seja com 10 minutos uma vez por semana, encontre um local onde possa estar sozinho e sossegado, acalme-se e insista neste exercício. Com o tempo, vá evoluindo no tempo e na frequência e sinta os benefícios desta prática.

Ouse conhecer-se melhor e passe tempo sozinho!

Passe para me contar as aprendizagens e as mudanças que passar tempo sozinho lhe trouxe.

Para um processo de auto-conhecimento mais célere e eficiente não hesite em contactar-me, terei o maior gosto em dar-lhe a mão nesta sua caminhada.

Partilhar é cuidar!

shares
Don`t copy text!