Para quem não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve.

Sim, é um cliché, mas é a mais pura das verdades e vale a pena pensar nisto.

go with the flow, ir com a maré ou ao sabor do vento são expressões de pessoas que não gostam de investir o seu tempo em si mesmas, a analisar o que realmente querem e o que poderão fazer para atingir esses objetivos. Os acontecimentos vão-se proporcionando e elas vão simplesmente reagindo. Quando se sentem insatisfeitas com a sua vida culpam a má sorte, o patrão, o primo, o vizinho, o cão ou o periquito.

Se realmente quer conhecer-se, tome as rédeas da sua vida e trace o caminho que quer seguir, pois para chegar a uma conclusão bem consolidada, terá que refletir bastante sobre o que quer, o que poderá fazer, quais serão as suas dificuldades, qual o seu nível de criatividade para as superar… enfim…sente-se para planear, estruturar, analisar e conheça-se a cada momento mais e mais.  

Há quem argumente que não vale a pena planear, pois os planos saem sempre “furados”. Perceba que é um facto que nem sempre vai correr tudo exactamente como planeou, aceite o que não pode controlar e faça tudo o que estiver ao seu alcance nos elementos que controla. Ajuste, reajuste e siga sempre em frente. É um processo.

Ouse conhecer-se melhor e defina o caminho!

Passe para me contar as aprendizagens e as mudanças que definir o caminho lhe trouxe.

Para um processo de auto-conhecimento mais célere e eficiente não hesite em contactar-me, terei o maior gosto em dar-lhe a mão nesta sua caminhada.

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!