Elogiar o outro ou a si próprio é um ato mais desafiante do que se possa pensar. Aparentemente é bom, bonito e revela gentileza. Então, porque é tão pouco comum que nos façam ou que façamos?

Normalmente elogia só para receber feedback? É genuíno e não espera nada em troca? Sente-se zangado e frustrado por dar sem receber?

Comece a criar o hábito de elogiar mais. Inicie por pequenos gestos, breves comentários, singelas ações e vá evoluindo. Analise os seus pensamentos e os seus sentimentos quando o faz. O que pensa? O que sente? O que lhe diz, esta reflexão, acerca de si?

Afinal, é uma pessoa de dar, de receber ou de dar e receber? O que o deixa mais confortável? Elogie e experimente as sensações, benefícios e incómodos de o fazer. Analise, reflita e aprenda com cada experiência.

Ouse conhecer-se melhor e elogie!

Passe para me contar as aprendizagens e as mudanças que elogiar lhe trouxe.

Para um processo de auto-conhecimento mais célere e eficiente não hesite em contactar-me, terei o maior gosto em dar-lhe a mão nesta sua caminhada.

Partilhar é cuidar!

shares
Não copie o texto!