Medir a sua produtividade vai ajudá-lo a conhecer-se melhor, na medida em que vai perceber quando é mais ágil, como deve organizar as tarefas no dia a dia e o que tem que fazer para atingir os objetivos a que se propõe.

Cada um tem um momento do dia em que é mais produtivo a realizar tarefas de caráter cognitivo, outra hora para concretizar exercícios físicos e, até, um melhor instante para descansar. E sim, descansar faz parte da produtividade. Se se levar ao limite os seus níveis de energia vão baixando, a sua capacidade de foco é eliminada e não consegue concretizar, por isso habitue-se a equilibrar o trabalho com atividades de lazer e o descanso, só assim conseguirá avançar.

Vá testando: durante um tempo vá organizando o seu dia a dia de uma maneira, analise o que funciona, reestruture o que não funciona e adote outra estratégia, perceba se está a resultar ou não e continue a reestruturar até acertar no modelo que melhor funciona para si. Sinta o que sente e perceba o que o seu corpo lhe diz, os pensamentos que lhe ocorrem à mente e os seus níveis de energia, de motivação. Estabeleça prazos e metas e vá medindo a sua capacidade de concretização. Adote ferramentas de apoio para melhor organizar o seu dia, o seu trabalho, as suas tarefas e a medição da sua produtividade.

Este é um processo de autodescoberta que pode ser complexo, dada a variedade de estratégias, ferramentas e motivações que estão envolvidos, mas, uma vez encontrada a chave, vai perceber-se melhor, aceitar as suas dificuldades com mais gentileza e ganhar tempo.

Ouse conhecer-se melhor e meça a sua produtividade!

Passe para me contar as aprendizagens e as mudanças que medir a sua produtividade lhe trouxe.

Para um processo de auto-conhecimento mais célere e eficiente não hesite em contactar-me, terei o maior gosto em dar-lhe a mão nesta sua caminhada.

Partilhar é cuidar!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
shares
Não copie o texto!